CONTATO

E-MAIL PARA CONTATO:
oucaapalavradosenhor@oucaapalavradosenhor.com

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Como foi que Deus "desceu" do céu, uma vez que ele já estava aqui (como está em toda parte)?

"Então desceu o Senhor para ver a cidade e a torre que os filhos dos homens edificavam;"
(Gênesis 11:5)

Muitos críticos da Palavra de Deus se aproveitam desse versículo para mostrar que o homem tem noções nada criativas a respeito de Deus, levando a pensar também que nem mesmo o autor de Gênesis teria escapado de tal pensamento, ou seja, pensar que Deus teria descido de sua habitação celestial para espiar uma torre e uma cidade que estavam sendo edificadas. Mas, primeiramente, uma das coisas que temos que pensar ou entender que isso se trata de uma linguagem antropomórfica¹ (em outros casos usa-se o antropopatismo²) a qual que é bastante corriqueira na Bíblia, usada para ajudar ao leitor a entender o que quer dizer o texto bíblico.

Jonh Gill, citado por Champlin em seu livro "O Antigo Testamento Comentado" p.95 afirma que "Deus não desceu local ou visivelmente, sendo Ele imenso, Onipresente e invisível..." pois tudo isso foi dito à maneira que os homens pudessem entender.

Deus é onipresente, isto é, ele está em todo lugar ao mesmo tempo (SI 139:7-10). Gênesis 11:5 declara que Deus "desceu" para ver a cidade que os homens edificavam. Mas se ele já estava aqui, como é que ele "desceu" até aqui?

Deus "desceu" é uma teofania, que significa uma manifestação especial, e num determinado local, da presença de Deus. Estas teofanias ocorriam frequentemente no AT. Certa vez, Deus apareceu a Abraão como homem (Gn 18:2). Deus também desceu para falar com Moisés (Êx 3), com Josué (Js 5:13-15) e com Gideão (Jz 6), de maneira semelhante.

Fontes: GEISLER, Norman; HOWE, Thomas. Manual Popular de Dúvidas, Enigmas e "Contradições" da Bíblia. 1ª Ed. São Paulo: Mundo Cristão, 1999.
¹KASCHEL, Werner; ZIMMER, Rudi. Dicionário da Bíblia de Almeida: 2ª Ed. São Paulo: SBB, 1999. p. 35
¹ANTROPOMORFISMO: [Do gr. anthropos, homem; e morphe, forma]. Linguagem figurada para falar de Deus como se ele tivesse forma, membros, órgãos e sentimentos humanos. Exemplos: face (Êx 33.20), boca (Mq 4.4), olhos (Jó 34.21), ouvidos (Sl 17.6), braço (Is 52.10), mão (1Pe 5.6) etc.
²ANDRADE, Claudionor C. Dicionário Teológico: Um Suplemento Biográfico dos Grandes Teólogos e Pensadores. 9ª Ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2000. p. 46
²ANTROPOPATISMO: [Do gr. anthropos, homem; pathos, sentimento]. Atribuição de sentimentos humanos a Deus. Figurativamente encontramos várias expressões como esta: a ira de Deus, o arrependimento de Deus etc. Tais expressões são usadas para que o ser humano possa entender a ação divina na história sagrada. É uma forma dos autores sagrados dizerem que o Criador não é indiferente ao que acontece nesse mundo...
CHAMPLIN, Russel Norman. O Antigo Testamento Interpretado versículo por versículo. 2ª Ed. São Paulo: Editora Hagnos, 2001.

Por que este versículo dá a entender que a humanidade tinha muitas línguas, já que Gênesis 11:1 diz que havia uma única língua?

"Por estes foram repartidas as ilhas dos gentios nas suas terras, cada qual segundo a sua língua, segundo as suas famílias, entre as suas nações."
(Gênesis 10:5)
"Estes são os filhos de Cão segundo as suas famílias, segundo as suas línguas, em suas terras, em suas nações."
(Gênesis 10:20)
"Estes são os filhos de Sem segundo as suas famílias, segundo as suas línguas, nas suas terras, segundo as suas nações."
(Gênesis 10:31)

Os textos de Gênesis 10:5,20,31 parecem indicar que havia muitos dialetos, o que aparentemente está em conflito com Gênesis 11:1, que de forma bem clara diz que "em toda a terra havia apenas uma linguagem e uma só maneira de falar".

Estes textos referem-se a dois tempos diferentes. Anteriormente, enquanto estavam mantendo suas distinções tribais, os descendentes de Cam, Sem e Jafé, todos eles falavam a mesma língua.

Posteriormente, com a torre de Babel (Gn 11), Deus puniu os homens pelo projeto com o qual se rebelavam contra ele, confundindo-lhes a fala. Como resultado, as tribos não mais conseguiam comunicar-se umas com as outras, embora possivelmente às subtribos e aos clãs tenha sido permitido uma linguagem compreensível, para que assim continuassem a se comunicar entre si.

Fonte: GEISLER, Norman; HOWE, Thomas. Manual Popular de Dúvidas, Enigmas e "Contradições" da Bíblia. 1ª Ed. São Paulo: Mundo Cristão, 1999.

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Deus mudou de ideia quanto a nunca mais destruir o mundo de novo?

"E o Senhor sentiu o suave cheiro, e o Senhor disse em seu coração: Não tornarei mais a amaldiçoar a terra por causa do homem; porque a imaginação do coração do homem é má desde a sua meninice, nem tornarei mais a ferir todo o vivente, como fiz."

De acordo com este versículo, depois do dilúvio, Deus prometeu:"... nem tornarei a ferir todo vivente, como fiz". Entretanto, Pedro prediz que haverá um dia em que "os céus passarão com estrepitoso estrondo e os elementos se desfarão abrasados; também a terra e as obras que nela existem serão atingidas" (2 Pe 3:10).

Depois do dilúvio, Deus somente prometeu nunca mais destruir o mundo da mesma maneira como Ele tinha feito (Gn 9:11), ou seja, com água. O arco-íris é um símbolo perpétuo dessa promessa. A segunda destruição do mundo será com fogo, e não com água. O que vai acontecer é que "os elementos se desfarão abrasados" (2 Pe 3:10). Mesmo assim, naquele dia Deus não vai destruir todos os seres viventes. Aqueles que creram nas Palavras do Salvador serão salvos em seus corpos físicos ressurretos e imperecíveis (1 Co 15:42).

Fonte: GEISLER, Norman; HOWE, Thomas. Manual Popular de Dúvidas, Enigmas e "Contradições" da Bíblia. 1ª Ed. São Paulo: Mundo Cristão, 1999.

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Pastor faz “desafio de Elias” ao califa do Estado Islâmico

Pastor faz "desafio de Elias" ao califa do
Estado Islâmico
"É hora de alguém expor esses instrumentos de Satanás", afirma Bill Keller

Pastor faz "desafio de Elias" ao califa do Estado Islâmico
Um pastor cristão norte-americano está propondo um desafio de fé ao chefe do grupo terrorista Estado Islâmico, o autoproclamado califa Abu Bakr al-Baghdadi. Basicamente é uma repetição do que fez Elias com os profetas de Baal no Monte Carmelo, no Antigo Testamento.

O evangelista Bill Keller, que mantém o site Liveprayer.com, disse que deseja provar ao mundo que os muçulmanos adoram a um falso deus. Ele fez um vídeo onde afirma: “É hora de alguém expor esses instrumentos de Satanás, em vez de se esconder na tenda como o exército de Israel fez quando foi hostilizado por Golias”.

Keller explica que seu desejo é mostrar que “Jesus morreu pelos pecados de todos os homens, incluindo os do Sr. al-Baghdadi”. Por isso, ele deseja ver o califa renunciar ao Islã e aceitar Jesus. Para que isso aconteça, Keller diz estar pronto para dar ao mundo uma demonstração pública do poder divino.

“Eu irei para o Iraque, a Síria, ou qualquer local que você deseja”, diz Keller. “Cada um levará um animal puro, cortado em pedaços. Armamos as fogueiras. Depois de tudo preparado, você tem uma hora para pedir que Alá faça chover fogo sobre a sua oferta. Se no final daquela hora Alá não responder às suas súplicas, eu invocarei o único e verdadeiro Deus, o Deus da Bíblia… não apenas para lançar fogo sobre a minha oferta, mas também sobre a sua”.

E Keller vai mais além: “Se o seu deus Alá não responder, você… renuncia como líder do Estado Islâmico. Você se aposenta da sua vida de terror e incentiva seus seguidores a viver em paz. Então eu poderei voltar para minha casa nos Estados Unidos. Mas caso seu deus Alá responder às suas súplicas por fogo [e] o meu Deus não, eu renuncio à fé cristã, e você poderá fazer o que quiser e até me matar”.

O desafio de Keller é baseado no relato de 1 Reis 18, em que o profeta Elias derrotou os 450 profetas do deus pagão Baal. O evangelista deseja que esse desafio de fé cause um impacto em todos os muçulmanos do mundo.

“O Islã é uma mentira 1.400 anos de idade, vinda do inferno, nascido da voz de Satanás, literalmente. Maomé estava correto quando disse que era Satanás que inicialmente falou com ele. Ele sonhou com o seu próprio deus, Alá, que tenta ser uma imitação do Deus da Bíblia, e inspirou o seu próprio livro sagrado, o Alcorão, também uma imitação barata, muitas vezes plágio da Palavra de Deus inspirada, inerrante, a Bíblia”

Keller postou o desafio pela primeira vez julho, mas não obteve resposta de Baghadai nem de algum representante do Estado Islâmico, e afirma que o desafio continua de pé. Com informações WND.

Fonte: Gospel Prime

ONU acusa Estado Islâmico de limpeza étnica e religiosa

O grupo tem matado milhares de fiéis pertencentes a minorias religiosas nos últimos meses

ONU acusa Estado Islâmico de limpeza étnica e religiosa
Um comunicado emitido pela ONU nesta segunda-feira (25) acusa o Estado Islâmico de promover uma “limpeza étnica e religiosa” no Iraque e na Síria, pedindo que a comunidade internacional interfira no caso.

O texto foi assinado pela alta comissária da ONU para Direitos Humanos, Navi Pillay, que disse: “O Estado Islâmico e os grupos armados associados cometem a cada dia graves e horríveis violações dos direitos humanos. Atacam sistematicamente homens, mulheres e crianças em função de sua origem étnica, religiosa ou sectária, e realizam uma limpeza étnica e religiosa sem piedade nas regiões que controlam”.

Além de atacar cidades iraquianas, o EI está avançando na Síria. Recentemente o grupo de jihadistas conseguiu dominar o aeroporto militar em Raqa seguindo com o plano de proclamar o califado, um estilo de governo que representa a unidade e liderança política do mundo islâmico.

Por onde passa o EI tem matado não muçulmanos, além de promover uma guerra entre jihadistas e outros grupos étnicos como os curdos. “Tais atos poderiam constituir crimes contra a humanidade”, diz Pillay na nota criticando as violações dos direitos humanos contra cristãos, yazidis, shabaks e turcomanas.

A ONU defende a interferência internacional para combater os jihadistas, o próprio governo iraquiano pediu ajuda dos Estados Unidos e outras capitais para vencer o EI, mas a Síria não quer o exército americano bombardeando suas áreas.

Se os Estados Unidos quiser atacar o EI na Síria terá que pedir autorização para Damasco que se prontificou a cooperar e coordenar a ajuda estrangeira na região.

Fonte: Gospel Prime

terça-feira, 26 de agosto de 2014

Estado Islâmico mata 80 pessoas que não aceitaram se tornar muçulmanos

O ataque fez com que os Estados Unidos bombardeassem a região para conter os jihadistas

EI mata 80 pessoas que não aceitaram se tornar muçulmanos
Os jihadistas do Estado Islâmico continuam aterrorizando a vida dos não muçulmanos no Iraque. De acordo com a agência EFE, 80 pessoas foram mortas recentemente por não aceitarem se converter à religião.

As vítimas eram homens que viviam na aldeia de Kawju, perto da cidade de Sinyar. Testemunhas curdas afirmam que os militantes extremistas estavam em vários carros e cercaram os yazidis.

De acordo com o Diário de Notícias, os homens foram capturados e levados até o xeique tribal Ahmed Yasua sob a seguinte ameaça: ou se convertem ao islã ou morrem. Diante da recusa, os 80 homens foram mortos pelos militantes do EI.

Na semana passada algo semelhante aconteceu com 77 pessoas, sendo 33 delas mulheres e uma criança. Ao negarem trocar de religião, os yazidis foram mortos pelos jihadistas que estão tomando conta do país.

Dessa vez a atitude dos militantes poupou mulheres e crianças que foram levados para um lugar desconhecido, segundo a EFE. Nesse local devem estar escondidas cerca de 500 pessoas.
O relato desse massacre fez com que os Estados Unidos levassem suas tropas até a região e bombardeassem a área a fim de impedir que os jihadistas do EI continuem matando civis.

Um drone (dispositivo telecomandado) conseguiu destruir dois veículos do Estado Islâmico e os caças-bombardeios lançaram ainda bombas contra os militantes na cidade de Mossul, sendo este um dos maiores ataques já registrado desde a autorização da ação militar americana no país.

Fonte: Gospel Prime

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Malafaia critica postura de Dilma na entrevista ao Jornal Nacional

O pastor evangélico acompanhou e comentou o programa discutindo nas redes sociais.

Malafaia critica postura de Dilma na entrevista ao Jornal Nacional
Nesta segunda-feira (18) os apresentadores do Jornal Nacional Patrícia Poeta e William Bonner entrevistaram a presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT.

A entrevista foi bastante comentada pelas redes sociais, e o pastor Silas Malafaia acompanhou pela TV e emitiu diversos comentários contra o governo do PT em seu Twitter, se mostrando insatisfeito com a atual presidente.

William Bonner chegou a citar durante a entrevista sobre a condenação dos principais nomes do Partido dos Trabalhadores que foram condenados no Supremo Tribunal Federal por participarem do maior escândalo de corrupção da história do país.

Dilma preferiu não responder o que achava da condenação dizendo apenas que como presidente tem que respeitar as decisões tomadas pelos chefes dos demais poderes da república (Judiciário ou Legislativo).

Malafaia não gostou da resposta vaga da presidente e reclamou no Twitter. “Como Dilma pode ser reeleita sem condenar os ladrões do PT que participaram da maior roubalheira da história política do Brasil. Nunca!”, escreveu.

Recebendo diversas mensagens de apoio e de críticas, Malafaia voltou a citar sobre as investigações que a Receita Federal fez na Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) e na Associação Vitória em Cristo (AVEC) que são presididas por ele. O pastor assembleiano garante que as investigações foram realizadas a mando do PT que tem usado órgãos federais para pressionar seus inimigos.

“Não encontraram nada porque não sou ladrão como eles. Os heróis do PT são os maiores corruptos do Brasil. Grande parte da cúpula do PT está na cadeia pela maior roubalheira da história política do Brasil Dilma não condena esses bandidos”.

Essa não é a primeira vez que o pastor Silas Malafaia fala contra o PT e o governo de Dilma Rousseff. No programa Vitória em Cristo que ele exibiu os documentos sobre as investigações da Receita Federal ele fez declarações parecidas e ainda pediu que o órgão investigasse o filho do ex-presidente Lula.

“Eu não tenho ódio do PT, tenho convicção de que não serei enganado nunca mais. Eles são contra meus princípios. É só ver o programa do partido”, disse Malafaia nesta terça-feira (19) também pelo Twitter.

Assista:


Fonte: Gospel Prime

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Menorá do Templo de Salomão estaria escondida no Vaticano

Estudiosos divergem sobre a veracidade das informações

Arco de Tito.
Existem muitas lendas relacionadas com o templo construído por Salomão segundo a direção de Deus e sua versão ampliada, obra de Herodes, que governava a Judeia na época de Cristo. O assunto voltou a ser amplamente debatido após o sucesso do filme “Os Caçadores da Arca Perdida” na década de 1980.

Ao longo de quase 2.000 anos, diferentes histórias sugerem os prováveis destinos dos objetos judaicos sagrados que foram pilhados do Templo pelo general romano Tito no ano 70. A peça mais vistosa era uma Menorá de ouro maciço com o tamanho aproximado de um homem.

Uma das teorias mais amplamente divulgadas entre grupos judeus é que esses artefatos estão escondidos dentro do Vaticano, que teria herdado muito da riqueza do Império Romano. Há apenas um problema, dizem os estudiosos: Isso não é verdade.

Steven Fine, professor de história judaica na Universidade Yeshiva, dedicou as últimas duas décadas desmentindo essas histórias. Escreveu inclusive um livro sobre o assunto, que deve lançar em breve. Nos últimos meses, mais um capítulo dessa teoria foi acrescentado. No final de maio, Fine tomou conhecimento de uma carta aberta de Yonatan Shtencel, um dos mais influentes rabinos de Israel, ao então presidente Shimon Peres. Nele, havia o pedido para que Peres pedisse formalmente ao Vaticano para devolver a Menorá.

De modo oficial, o assunto não foi levantado por Peres e sua comitiva na visita do papa Francisco a três meses atrás. Mas Shimon Shetreet, ex-ministro israelense de Assuntos Religiosos, veio a público dizer que falou sobre os artefatos durante um encontro com o Papa João Paulo II, em 1996. Também pediu uma posição do secretário de Estado do Vaticano na época, mas jamais obteve resposta.

Na verdade, o Vaticano respondeu formalmente ao The Wall Street Journal, negando tais acusações. “Eu já tinha ouvido uma vez rumores sobre a tal história. Mas nunca pensei que fosse algo digno de atenção”, disse Federico Lombardi, porta-voz do Vaticano.

Paolo Liverani, professor da Universidade de Florença, afirma que recebia cartas todos os anos perguntando sobre a Menorá, quando trabalhava como curador no museu do Vaticano, mas afirma que jamais viu os artefatos sagrados no acervo do Vaticano.

O fundamento para acusar o Vaticano de estar com a Menorá é bastante frágil. Existe um monumento antigo, bastante conhecido, chamado “o Arco de Tito”. Ele mostra um desfile que ocorreu nas ruas de Roma no ano 71, em comemoração à vitória do exército do general em Jerusalém. Nele pode ser visto claramente a Menorá sagrada sendo carregada.

“Ninguém pode negar que eles foram levados para Roma”, enfatiza Shetreet. “A questão é o que aconteceu depois. O assunto se encaixa mais na categoria de lendas e rumores”.

Estudiosos dizem que a ideia de que o Vaticano poderia estar com peças do Templo surgiu durante as décadas de 1950 e 60, quando a Santa Sé procurava melhorar suas relações com os judeus. Especialmente por causa de eventos ocorridos durante a Segunda Guerra Mundial.

“Há milhares de manuscritos e antiguidades perdidas”, disse o professor Lawrence Schiffman, diretor do Instituto Mundial de Pesquisa Avançada em Estudos Judaicos da Universidade de Nova York. “Muitos são reais, mas essa do Vaticano não é”, ressalta. Para ele, não há evidências históricas concretas.

Embora o Arco de Tito e antigas fontes rabínicas confirmem que peças do Templo foram para Roma, isso não significa que acabaram em algum depósito do Vaticano, instituição que seria fundada séculos mais tarde.

Existem várias outras versões para o destino final do Menorá, pois a restauração do Templo está relacionada com a vinda do Messias segundo a tradição judaica. Alguns estudiosos apontam que ele estaria escondido em uma caverna na Galileia; outros dizem que está submerso na lama sob o rio Tibre, em Roma, um grupo afirma ainda que ele está enterrado sob um mosteiro na Cisjordânia.

É Inegável o fato que o Terceiro Templo tem recebido muita atenção nos últimos anos, possivelmente desde a formação do Estado de Israel (em 1948) não se falava tanto no assunto. Disposto a não esperar pela recuperação da Menorá original, o Instituto do Templo tem investido na formação dos levitas e já fez todas as peças necessárias para seu interior, seguindo rigorosamente as indicações bíblicas. No momento, estão inclusive arrecadando fundos para sua construção.

Fonte: Gospel Prime

sábado, 16 de agosto de 2014

Deus mudou de ideia quanto a nunca mais destruir o mundo de novo?

"E o Senhor sentiu o suave cheiro, e o Senhor disse em seu coração: Não tornarei mais a amaldiçoar a terra por causa do homem; porque a imaginação do coração do homem é má desde a sua meninice, nem tornarei mais a ferir todo o vivente, como fiz."
(Gênesis 8:21)

De acordo com este versículo, depois do dilúvio, Deus prometeu: "... nem tomarei a ferir todo vivente, como fiz". Entretanto, Pedro prediz que haverá um dia em que "os céus passarão com estrepitoso estrondo e os elementos se desfarão abrasados; também a terra e as obras que nela existem serão atingidas" (2 Pe 3:10).

Depois do dilúvio, Deus somente prometeu nunca mais destruir o mundo da mesma maneira como Ele tinha feito (Gn 9:11), ou seja, com água. O arco-íris é um símbolo perpétuo dessa promessa. A segunda destruição do mundo será com fogo, e não com água. O que vai acontecer é que "os elementos se desfarão abrasados" (2 Pe 3:10). Mesmo assim, naquele dia Deus não vai destruir todos os seres viventes. Os homens serão salvos em seus corpos físicos ressurretos
e imperecíveis (1 Co 15:42).

Fonte: GEISLER, Norman; HOWE, Thomas. Manual Popular de Dúvidas, Enigmas e "Contradições" da Bíblia. 1ª Ed. São Paulo: Mundo Cristão, 1999.

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Projeto lança “Bíblia indestrutível”

Forever Bible pretende ser a única Bíblia que alguém precisa comprar na vida

Projeto lança "Bíblia indestrutível"
Toda Bíblia um dia chega ao fim. Existem cerca de seis bilhões de cópias em circulação no mundo e todas estão com os dias contados! Esse é o argumento principal dos criadores da Forever Bible [Bíblia que dura para sempre]. Seus criadores afirmam que ela é resistente à sujeira, desgastes, rasgões e à prova de água. Porém, não é à prova de fogo.

Conforme seus idealizadores, é uma “Bíblia para a vida toda” que “literalmente anda sobre as águas”. Usando uma tecnologia inovadora, é impressa em um tipo de papel que não vem das árvores. Elaborada com nanotecnologia, é cerca de 24 vezes mais resistente que o papel “comum”, pode se escrever nela, sendo tão leve quanto qualquer outra Bíblia do mesmo tamanho.

Lançada através do sistema de arrecadação crowdfounding, sua página no Kickstarter arrecadou milhares de dólares em poucos dias, mostrando que pode ser um sucesso de vendas. Infelizmente, a Sociedade Bíblica Americana está tentando impedir sua venda, alegando que eles não têm autorização para imprimir exemplares com o texto Sagrado.


Segundo a página oficial, a Bíblia pode ser encomendada com três projetos de capa diferentes. Por enquanto está disponível só em inglês, nas versões King James (KJV), New International Version (NIV) e English Standard Version (ESV). O maior argumento para vendas é que muitas vezes a Bíblia pessoal fica exposta a acidentes, como o derramar de refrigerante, suco, café, sorvete ou molhar por causa de uma chuva ou ao cair em piscina.


Os preços variam entre 40 e 60 dólares e uma nota oficial no site explica que o projeto tem uma proposta missionária. A cada exemplar vendido, uma Bíblia será doada a um campo missionário onde evangelistas estão expostos a dificuldades e precisam de uma Bíblia mais resistente. A nota diz ainda que o objetivo não é o lucro, “só queremos espalhar a Palavra de Deus”, finaliza o material assinado por The Forever Team. Com informações de The Blaze e Christian Today

Fonte: Gospel Prime

Volte sempre

Romanos 14:9

SIGA-NOS NO TWITTER

O nosso endereço no Twitter é:
oucaapalavrads
Será um prazer ter vc conosco.

OUÇA A PALAVRA DO SENHOR.

Pesquisar este blog

Carregando...

Esta foi a sua vida

SEJA BEM VINDO AO OUÇA A PALAVRA DO SENHOR

ESPERAMOS PODER CONTRIBUIR PARA O CRESCIMENTO DE SUA FÉ.